"Famílias restauradas pelo amor de Deus" - Márcio Mendes


Márcio Mendes, teólogo, missionário e membro da comunidade Canção Nova.

Márcio Mendes, iniciou a pregação lendo o evangelho de São Marcos 9, 14-29, a passagem do jovem epiléptico onde ele nos convidou a refletir que, assim como a família da passagem, todas as famílias tem problemas e dificuldades. Muitas vezes o nosso relacionamento com as pessoas da nossa casa não é bom porque  o relacionamento com Deus é fraco e por isso O culpamos por todos os problemas na nossa vida, criamos uma fé doente que acredita em falsas doutrinas o que nos afasta ainda mais d'Ele, nos causando doenças espirituais e físicas.

A fé é o canal pelo qual o socorro do Senhor chega até nós, e para mantermos firmes a nossa fé precisamos confiar, depender e obedecer: confiar que Ele cuida de nós a todo instante, que nada passa despercebido aos olhos d'Ele; depender dos seus cuidados é o que nos liberta e tudo aquilo que nos faz dependentes do que não vem do Senhor, nos escraviza; e obedecer a sua palavra para podermos cumprir sua vontade em nossa vida. Não ter fé é uma infelicidade para nós que desagrada o coração de Deus, é uma desgraça que nos torna infelizes nos afastando do Pai. Todas as vezes que não obedecemos os planos de Deus para nós colhemos as consequências negativas dessas escolhas. Logo, quando nos afastamos e não vemos saída, começamos a reclamar. 

Márcio Mendes nos trouxe um exemplo mostrando a importância da vida de oração de uma mãe porque é essa atitude dela que sustenta o lar.

O inimigo de Deus não desistiu de nos levar para a perdição, precisamos entender que o mal só chega até mim se eu permitir, ou seja, a partir do momento que nós fortificamos a nossa vida de oração a vivência em família se transforma. Não devemos usar o nosso servir a Deus como fuga dos nossos problemas, fugindo para a Igreja todas as vezes que surgem dificuldades no convívio familiar,  precisamos encará-los e viver uma conversão verdadeira.

O pregador movido pelo Espírito Santo nos disse também sobre a importância da oração conjugal, não só a mãe mas o pai também é responsável, como homem, por sustentar o seu lar pela força da oração santificando os seus.

Para sermos verdadeiramente felizes precisamos estar em constante oração, as mais simples ações cotidianas devem ser transformadas em oração, portanto, é importante que todos os relacionamentos sejam fundamentados em Deus, devemos sempre nos questionar se nossas atitudes são agradáveis ao Senhor. 

Luysa de Fátima e José Eugênio Paceli - Equipe de Mídias

"Contemplando a vitória de Deus" - Márcio Mendes


Estou persuadido de que aquele que iniciou em vós esta obra excelente lhe dará o acabamento até o dia de Jesus Cristo”. (Fl 1, 6)

Márcio Mendes, membro da Comunidade Canção Nova iniciou a pregação com a seguinte indagação: “Você veio ao SEARA para ouvir de Deus ou experimentar a Deus”? Porque ouvir falar de Deus podemos ouvir de qualquer lugar, mas aqui poderemos experimentar e sentir a Deus.

O tema da pregação foi “Contemplando a Vitória de Deus”. Para entender o tema, precisamos entender também o que significa contemplar. A palavra contemplar quer dizer “entrar no templo com”. E o que é templo? A palavra templo significa recorte do céu. Então o tema se resume em estar com Deus debaixo de uma experiência de céu.

Depois ele utilizou a passagem de Jeremias 29, 11-14. Enfatizou que Deus escolheu um por um para estar escutando essa palavra. Deus conspirou para que estivéssemos em contato com essa palavra no dia de hoje.

Deus não se cansa de dizer para nós “Sei muito bem do projeto que tenho em relação a vós. É um projeto de felicidade”. As vezes nós não temos clareza, não sabemos nem dos nossos projetos. Quando você tem um projeto ele é claro pra você. Infelizmente não sabemos o que queremos direito porque temos medo de errar. A maioria das vezes nós só vamos vivendo a vida, indo para qualquer lugar. Quantas vezes, por desconhecermos o projeto de Deus para nós, nos enfiamos em qualquer projeto e sofremos muito, nos magoamos, ficamos devastados, tristes e nos sentindo incapazes. Claro que para não generalizar, existem pessoas que sabem bem o projeto de Deus para a vida delas mas tem dúvidas se é isso mesmo, se é esse projeto que vai lhe trazer felicidade.

Márcio Mendes comentou que dedicou 4 anos da vida dele a Força Aérea, se orgulha muito por isso, e não se arrepende de ter largado a carreira de Oficial Aviador para ser missionário. Porque enquanto para alguns amigos deles era um sonho estar ali voando, para ele, Marcio Mendes, trazia dúvidas se era isso que traria para ele felicidade. Quando entrou na Canção Nova teve dúvidas da sua vocação e foi ser seminarista. Ele tem um coração sacerdotal, tem um coração do povo de Deus. Ele dedica a sua vida para o povo de Deus mas não é chamado ao Celibato. E a dúvida não o permitiu a continuar no sacerdócio. Mas quando ele encontrou a esposa dele, dia a dia Deus foi confirmando que ele era vocacionado ao matrimônio.

O demônio não nos poupa e vem o tempo todo nos tentar para que pensemos que Deus não nos vê, que Deus não nos escuta, que os olhos de Deus não estão voltados para nós”.  Você sofre essa tentação porque uma das armas do demônio é tentar nos convencer de que a nossa vida não está boa, que está tudo ruim, o trabalho, o corpo, a família até a gente acreditar que a nossa vida não vale a pena.

A tentação trabalha dia e noite sem parar, para te fazer acreditar que a sua vida parou no tempo. Que você não consegue concluir nada do que começa. Que nada nunca chega ao fim. Que as pessoas não te compreendem, não te amam e te criticam por isso. Isso são obras da tentação. Ficamos descontentes e desmotivamos, acabamos não levando nada pra frente. É tão difícil conviver com um adulto descontente, que reclama de tudo, que é desmotivado pra tudo. Só que Deus não é assim, Ele não deixa pela metade o que Ele começou. Ele não vai desistir da obra que Ele começou na sua vida.

Deus traçou um plano de amor e de felicidade para sua vida e Ele não se esqueceu disso. O plano de Deus para cada pessoa é diferente e único, mas todos eles são iguais em dois pontos: todos são planos de amor e você precisa se sentir amado. Ele não vai te deixar sozinho, triste e abandonado. E também são planos de felicidade, não de sofrimento.

O seu sofrimento não é projeto de Deus para sua vida. Faz parte da vida, mas não é o projeto final de Deus. Nós procuramos o sofrimento na vida por causa das nossas escolhas erradas, por causa dos nossos pecados, por causa dos pecados que os outros cometem contra nós que acabam nos afetando.

E Deus vai revirar sua vida do avesso se você deixar. Precisamos dizer com autoridade: “A minha vida é um projeto de felicidade e não de sofrimento”. Se Deus tem um projeto de felicidade para você porque você fica nesse tormento? Precisamos sempre nos lembrar que: “Quem confia em Deus não tem medo do futuro”. Não tenha medo de como as coisas vão se resolver, porque as coisas vão resolver. Não tenha medo, Deus já sabe como vai resolver todas as situações que você está passando. Deus já sabe como você vai ultrapassar tudo, por mais profundo que seja o buraco que você se encontra, Deus tem a solução.

Quando você não confia em Deus, basta uma pequena ameaça e você emburra, empaca e não sai do lugar. Você precisa confiar em Deus e colaborar com os planos dele para você. Quem confia em Deus pega pesado na luta, e aos poucos Deus vai te dando a sabedoria e a força necessária para que quando você menos perceber, já vai ter vencido o problema. Você não precisa andar por aí triste, abatido, porque você é filho de Deus e muito amado por Ele.

“Quando me invocardes, ireis em frente”. Quando não andamos com Deus o inimigo nos amarra com qualquer coisa. A pessoa não permite que Deus guie a vida dela. Quando você invocar a Deus, sua vida realmente vai mudar, vai andar. Mas é preciso ter uma vida de oração. Na ocasião, Márcio Mendes partilhou que sempre travou uma batalha na vida de oração, e ainda batalha até hoje. E que sempre pediu a Deus para dar a graça de ajudar as pessoas que tinham dificuldades como ele a encontrarem meios de conseguirem perseverar na oração. E por isso escreveu o livro “30 minutos para mudar o seu dia” e muitos testemunhos milagrosos brotaram desses 30 minutos de oração.

“Quando orardes a mim, eu vou te escutar e quando procurardes, me encontrarás porque de todo o coração me fostes buscar”. Para todos aqueles que vieram de todo o coração para este retiro, um recado: “Deus já estabeleceu que neste Seara você vai encontrar a Deus, vai achar o que você veio buscar, você só precisa rezar e ter confiança”.

“Eu sou um plano de Deus e nasci para dar certo”.

E, por tudo que Deus fez, demos glórias ao Pai, ao Filho, e ao Espírito Santo, Amém.

Por: Dayane Silva Pereira – Equipe de Mídias

"Retornai ao Primeiro Amor" - Juninho - Missão Ide


A terceira pregação deste domingo foi novamente com José Moreira Guedes Filho, mais conhecido como Juninho que é fundador da Comunidade IDE. Ele veio partilhar com a gente um pouquinho do tema “Retornai ao Primeiro Amor”.

Ele iniciou a pregação com a reflexão da passagem de Ap 2, versículo 4, onde Deus, ao chamar a atenção sobre o nosso arrefecimento, destaca a importância de durante toda a nossa caminhada sempre estarmos atentos ao primeiro amor. 

Juninho deu continuidade à sua pregação destacando que tudo em nossas vidas tem um começo, meio e fim. Enfatizou o fervor e a alegria que temos no início da caminhada, mas também nos alertou da dificuldade que sempre encontramos no “meio” dessa jornada, pois é nessa etapa que começam a surgir os problemas e dificuldades. A fim de explicar melhor e chamar atenção para essa dificuldade, ele deu testemunho de como começou a sua caminhada, citando a importância de três amigos que começaram junto com ele, que experimentaram desse fervor e da empolgação inicial, mas acabaram se perdendo no “meio”, pois perderam o foco do primeiro amor.

O pregador falou sobre a necessidade de termos, o que citou como “pegada”. Ao dizer isso, ele buscou mostrar a importância da nossa atitude determinada de manter o nosso primeiro amor. Usando como exemplo o leão e todo o seu cuidado com a selva, com seus filhotes e com a leoa, ele nos diz que Jesus é como esse leão, nos protege de tudo de ruim.

Emocionou a todos, ao partilhar um pouco de sua vida como pai e do seu cuidado com seus filhos principalmente com o seu filho mais novo portador de autismo. Lembrou de situações em que cuidou e o defendeu, mostrando a importância do pai relacionando isso a nossa necessidade de nos abrirmos para que Deus exerça o papel de PAI em nossas vidas.

A oração final foi conduzida por sua esposa que lembrou das vezes em que o seu filho fez coisas erradas e de como isso não afetou o amor e cuidado que eles tinham para com ele, chamando-nos a atenção para voltar ao nosso primeiro amor, o amor de Deus, que é um amor incondicional. 

“Deus nos quer perto Dele, Ele quer cuidar de nós!” 

Por: Dilaine Pereira Fialho – Equipe de Mídias

“E Ela escolheu a melhor parte" Suzane - RCC Viçosa


Quem pregou no início da tarde deste domingo de Seara 2018 foi a Suzane que serve no grupo de oração Resgate, que acontece toda quarta-feira às 19h30 na Capela da UFV. No começo da pregação, a Suzane nos conta um pouco de seu testemunho de vida, revelando que Deus a libertou do medo das pessoas e do encontro com elas. Logo após esse breve testemunho, ela convida os presentes a ficarem de pé e inicia-se um momento de oração com a música Queima de novo da Comunidade Católica Colo de Deus.

A pregadora usa a passagem que está em Lc 10, 38 que narra a visita de Jesus à casa de Marta e Maria. Antes de revelar a passagem e já introduzindo o tema, Suzane diz que nós precisamos ser formados por Jesus e que essa formação ocorre somente se estivermos de joelhos, fazendo alusão à atitude de Maria que decidiu estar de joelhos diante de Deus e que essa formação precisa da nossa atitude de abrir a porta, ou não. (Ap 3)

A Suzane começa a interpretar a palavra à luz da atitude de Marta, mostrando que muitas vezes olhamos para a atitude dela como se fosse errada, mas o gesto de Marta mostra como ela era hospitaleira, acolhedora, porém, Marta que recepcionou, esqueceu-se de permanecer com Jesus e essa atitude de ficar com Jesus foi cumprida por Maria. Maria ficou aos pés Dele, porque era a oportunidade de ficar só com Deus e Suzane nos leva a reflexão de que nada pode ficar à frente da presença de Jesus, que Ele precisa ser o essencial em nossa vida.

Continuando sua pregação, ela utiliza a passagem que está em Jo 12, onde Jesus vai jantar em Betânia e Marta estava mais uma vez somente servindo. A pregadora nos mostra que mesmo vendo a gloria de Deus, nós nos voltamos ao que é secundário e que, como a escolha de Maria, a melhor parte é escolher a Cristo, escolher viver um Carnaval diferente.

Maria percebeu que na visita de Jesus não era a hora de cuidar dos afazeres da casa, mas sim primeiro ficar aos pés de Dele. Ele precisa ser a primeira escolha de vida e não a última.
“O serviço de Marta começou a ficar pesado demais, mesmo servindo com amor. E porque isso aconteceu? Porque ela não voltou o coração dela para Deus”. Suzane disse que não podemos esquecer da presença de Jesus, que não sejamos profissionais de Deus, mas sim servos íntimos Dele.
Marta pede ajuda, como se fosse uma ordem ao próprio Jesus, com o desejo de determinar o tempo, e a Suzane nos lembrou que Deus tem tempo para tudo. Marta pede ajuda, pois achava que era amada pelo que ela fazia, mas Jesus diz a ela “Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas” Lc 2, 41, do contrário, Maria sabia que era amada pelo que ela era.

Muitas vezes perdemos o foco, a ocupação não preenche o nosso coração e somente quem preenche esse vazio é Deus, é Ele que nos atraiu aqui, para que confiemos na providência Dele.

Já terminando a pregação, ela conta um testemunho sobre um convite feito por um amigo pra ir a Roma no Jubileu de Ouro da RCC, mas que ela estava desempregada e disse que não podia. Como Marta, ela não consultou Jesus e o amigo dela disse que ela fizesse por onde. Suzane, mesmo não sabendo o que fazer, começou a orar. Logo, ela começou a pedir ajuda, a fazer eventos e rifas e então, pela ajuda dos irmãos, ela conseguiu o dinheiro para ir. Contou como foi a viagem e tudo aquilo que experimentou.

Por fim, diante do que ela partilhou, disse que quando nós damos o sim para Deus, nada nos falta e que assim que retornou da viagem, conseguiu o emprego. Como última palavra, diz aos presentes que a melhor parte que não será tirada é a experiência profunda com o Cristo, como a experiência de Maria aos pés de Jesus.

Por: Leonardo Moreira – Equipe de Mídias

“Necessário vos é nascer de novo” – Juninho (Comunidade IDE – SP)


O Juninho iniciou sua pregação meditando a passagem João 3, 1. Nesta passagem Nicodemos faz algumas indagações a Jesus, pois não compreendia como é possível um homem nascer de novo. E Jesus veio mostrar a Nicodemos que é necessário renascer, porque ele precisa viver o reino de Deus que há dentro dele e compreender esse amor. 

Além disso, Juninho enfatizou que Jesus veio revelar o rosto do Pai, como o Pai tem tremendo amor por seus filhos e assim, mostrar as grandes graças que Ele tem para com seus filhos, pois quem vê a Jesus verá a dimensão do Amor incondicional do Pai.

Juninho foi dando exemplos de situações cotidianas que ajudavam a compreender como a conversão acontece aos poucos, e que, para abandonar o pecado tem todo um processo, sendo o amor do Pai o único capaz de dar forças pra abandona-lo. Existe uma dificuldade de entender o amor de Deus e ela se dá porque muitas vezes não acreditamos no amor de Deus, e assim buscamos outras formas de amor que só nos distanciam do Pai.

Muitas vezes queremos retirar o pecado das pessoas e nos esquecemos de que é Jesus quem tira o pecado, é Nele que somos transformados. Porem, pra isso, é preciso que estejamos perto do Cristo, pensar e agir como o Cristo faria, para então revelar o rosto do Pai. 
É necessário que nós, enquanto cristãos, vejamos como é importante mudar em todas as áreas das nossas vidas, no trabalho, em casa, nas relações pessoais e fazer a diferença no mundo, pois o Senhor quer que tenhamos vida e vida em abundancia além de renunciar às murmurações.

E por tudo que Deus fez, demos glórias ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, Amém.

Por: Mírian Silva – Equipe de Mídias

O Segundo dia do Seara 2018 começou!

O Segundo dia do Seara 2018 começou com a presença de Nossa Senhora, por meio do Santo Terço. Logo após o término, ocorreu um momento de oração diante da imagem de Maria, onde todos foram convidados a pedir que Nossa Senhora ensinasse a amar o seu filho Jesus.

Por: Leonardo Moreira - Equipe de Mídias


"Deus alimento na caminhada" - Ernando Leite RCC-Viçosa


Ernando Leite é servo do grupo de oração Santo Antônio, pai e professor. Serve na Renovação Carismática Católica há 15 anos em Viçosa- MG. 

“O Senhor insiste em nos colocar de pé, pois temos um longo caminho a percorrer”


A pregação iniciou com a leitura que está em 1 Reis 19, 1-8. Para aprofundarmos mais ao que a palavra nos convida a viver ele contextualizou o tema nos levando a mergulhar nos propósitos da pregação.

Ernando destacou que a missão de Elias era mostrar quem era o Deus verdadeiro. Elias praticava sua missão e o cansaço o fez parar. Refletiu que muitas vezes na nossa caminhada de fé é assim que acontece, chegam as dificuldades e os problemas que nos fazem parar, e é justamente nesse momento de fraqueza que Deus se mostra forte e manifesta seu poder na nossa vida assim como ele fez na vida de Elias.

Deus enviou o anjo para alimentar e sustentar Elias no momento em que ele se sentiu fraco e prostrou-se no meio do caminho. E para que ele conseguisse continuar a sua missão, novamente Deus envia o anjo para lhe dar alimento que o revigorou em espírito e alma. Da mesma forma Deus realiza essa graça na nossa vida, quando estamos abatidos, cansados, deprimidos, esgotados e desmotivados, Deus nos chama a repousarmos n’Ele e saciar a nossa fome para nos fortalecermos e perseverarmos ate o monte, lugar de encontro com Deus.

Ernando inspirado pelo Espírito Santo trouxe a importância da missão dos pais dentro de casa. Muitas vezes as preocupações cotidianas impedem que os pais cumpram o seu chamado de apontar o caminho da salvação na vida dos filhos, é dever dos pais evangelizar através do seu testemunho.

“Qual a direção do Deus verdadeiro?” Esse foi um dos principais questionamentos que o pregador trouxe para nossa reflexão. Somos convidados a irmos além dos nossos problemas e nos lançar nas asas do Senhor e deixar que Ele nos conduza.

“Dê Glórias na dificuldade, pois é nessa hora que o verdadeiro Deus começa a agir!”


                                                           Por: José Eugênio Paceli e Luysa de Fátima – Equipe de Mídias