A importância da Santa Missa - Carlos Soares e Rafael Campos

janeiro 17, 2015 Seara Viçosa 0 Comments


“Que a Santa Missa não caia para nós na rotina superficial! Que atinjamos sempre mais a sua profundidade! É propriamente essa a nos inserir na imensa obra de salvação de Cristo, a aguçar a nossa visão espiritual para o seu amor”. Com essa belíssima frase do nosso amado Papa Francisco, começamos esse pequeno texto reflexivo sobre a Santa Missa que é, ou pelo menos deveria ser, o ponto mais alto da oração de todo cristão. Nenhum momento de oração, por mais profundo e maravilhoso que seja, substitui – ou chega ao menos perto de substituir – a mais completa oração que podemos realizar: a participação de forma eficaz de uma Santa Missa!
Aquela frase do Papa nos leva a uma profunda reflexão acerca de quantas vezes deixamos que a Santa Missa se torne mais uma atividade rotineira do nosso domingo ou, até mesmo, da nossa semana para aqueles que a frequentam ao longo dos dias. Vamos somente por ir... Ou almejando mais o encontro com os amigos antes ou após a celebração... Ou, quem sabe, apenas para cumprir o preceito dominical. O que parece estarmos esquecendo, muitas das vezes, é a riqueza que existe no ápice da espiritualidade católica, que é a Santa Missa.
Cada rito ocorrido na Celebração Eucarística possui um significado e importância. A Santa Missa é estruturada basicamente em quatro momentos: Ritos Iniciais, Liturgia da Palavra, Liturgia Eucarística e Benção e Ritos finais. A música possui íntima ligação com a liturgia, levando as pessoas a se interiorizarem e participarem ativamente da Celebração. Em cada um desses momentos, devemos estar atentos àquilo que Deus tem para falar a cada um de nós e, muito mais que isso, levá-lo para nossa vida... Para nosso convívio cotidiano com as pessoas.
Como cristãos autênticos, não podemos voltar para casa sem perceber a ação salvadora que a Santa Missa opera em nós se dela participarmos de forma piedosa! Precisamos também ter a certeza de que, como dizia Santo Agostinho, “uma só Missa a que houveres assistido em vida, será mais salutar que muitas a que os outros assistirão por ti depois da morte, pois pela Missa participas da Paixão, morte e Ressurreição de Cristo"!
Peçamos, então, a Deus a graça de bem participar de todas as Santas Missas que nos propusermos a ir.


Carlos Soares e Rafael Campos
(Equipe de Liturgia)

0 comentários: