"Famílias restauradas pelo amor de Deus" - Márcio Mendes

fevereiro 13, 2018 Seara Viçosa 0 Comments


Márcio Mendes, teólogo, missionário e membro da comunidade Canção Nova.

Márcio Mendes, iniciou a pregação lendo o evangelho de São Marcos 9, 14-29, a passagem do jovem epiléptico onde ele nos convidou a refletir que, assim como a família da passagem, todas as famílias tem problemas e dificuldades. Muitas vezes o nosso relacionamento com as pessoas da nossa casa não é bom porque  o relacionamento com Deus é fraco e por isso O culpamos por todos os problemas na nossa vida, criamos uma fé doente que acredita em falsas doutrinas o que nos afasta ainda mais d'Ele, nos causando doenças espirituais e físicas.

A fé é o canal pelo qual o socorro do Senhor chega até nós, e para mantermos firmes a nossa fé precisamos confiar, depender e obedecer: confiar que Ele cuida de nós a todo instante, que nada passa despercebido aos olhos d'Ele; depender dos seus cuidados é o que nos liberta e tudo aquilo que nos faz dependentes do que não vem do Senhor, nos escraviza; e obedecer a sua palavra para podermos cumprir sua vontade em nossa vida. Não ter fé é uma infelicidade para nós que desagrada o coração de Deus, é uma desgraça que nos torna infelizes nos afastando do Pai. Todas as vezes que não obedecemos os planos de Deus para nós colhemos as consequências negativas dessas escolhas. Logo, quando nos afastamos e não vemos saída, começamos a reclamar. 

Márcio Mendes nos trouxe um exemplo mostrando a importância da vida de oração de uma mãe porque é essa atitude dela que sustenta o lar.

O inimigo de Deus não desistiu de nos levar para a perdição, precisamos entender que o mal só chega até mim se eu permitir, ou seja, a partir do momento que nós fortificamos a nossa vida de oração a vivência em família se transforma. Não devemos usar o nosso servir a Deus como fuga dos nossos problemas, fugindo para a Igreja todas as vezes que surgem dificuldades no convívio familiar,  precisamos encará-los e viver uma conversão verdadeira.

O pregador movido pelo Espírito Santo nos disse também sobre a importância da oração conjugal, não só a mãe mas o pai também é responsável, como homem, por sustentar o seu lar pela força da oração santificando os seus.

Para sermos verdadeiramente felizes precisamos estar em constante oração, as mais simples ações cotidianas devem ser transformadas em oração, portanto, é importante que todos os relacionamentos sejam fundamentados em Deus, devemos sempre nos questionar se nossas atitudes são agradáveis ao Senhor. 

Luysa de Fátima e José Eugênio Paceli - Equipe de Mídias

0 comentários: